sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Crob - Aula 24 - Programação do semáforo em C++

Na aula dessa semana montamos um semáforo utilizando uma placa de controle Arduíno UNO, uma matriz de contatos, LED´s e fizemos a programação na linguagem C++ com o auxílio do Arduino IDE.

Na aula de hoje nós montamos os LED's na placa protoboard (matriz de contato) e no Arduíno, colocamos a ponta do fio no negativo da protoboard nas linhas verticais e nas linhas horizontais colocamos a outra ponta, essa ponta foi colocado na direção da parte negativa dos LED's, depois pegamos uma ponta do fio e colocamos na mesma parte (horizontal) da parte positiva dos LED's.
Depois disso o professor Gedeão dividiu os trios e cada pessoa do trio tinha uma função, na montagem ligamos os fios, etc. Na parte escrita colocamos as anotações e detalhes sobre a construção de tudo, na programação usamos um software chamado Arduíno IDE, primeiro colocamos na parte void setup as portas que queríamos que recebessem as informações, na parte de void loop colocamos alguns códigos sendo eles: digitalWrite junto a ele podemos colocar HIGH para ligar a porta e LOW para desligar, pinMode para ativar a porta. Fizemos a programação e passamos para placa Arduíno que passou para placa protoboard e que passou para os LED's, e também tem o microcontrolador que guarda as informações e passa informações.

Fábio Silva
Quarta-Tarde


Na aula de hoje montamos uma lógica de programação para ligar a porta, esperar e desligar, em seguida fizemos a montagem com alguns LED's (vermelho, amarelo e verde), com alguns fios grandes, pequenos e outros médios com a ponta descascada, encaixamos os LED's com a perna maior no positivo e a perna menor no negativo da placa. Na placa Arduíno tinha várias coisas entre elas o microcontrolador que ele é uma das coisas mais importantes por que ele que faz quase todo o processo e colocamos o cabo USB na placa e no computador e os LED's ficaram piscando. E teve a programação do semáforo que fez com que os LED's acendessem.

Jaqueline Silva
Terça-Manhã


Nós montamos um circuito na placa protoboard com auxilio da outra placa, a Arduíno para fazer um mini semáforo de LED e a programação foi realizada no computador usando o pinMode, delay e digitalWrite no programa da placa Arduíno, depois o professor falou sobre o microcontrolador que é a "memória" da placa Arduíno e que é possível montar gratuitamente a placa Arduíno. Esse microcontrolador é possível achar em dispositivos automatizados, exemplo: a própria placa Arduíno, televisão, computador, microondas, celular, video game, etc.

Antônio Daniel Santos
Segunda-Tarde




sexta-feira, 12 de agosto de 2016

CRob - Aula 23 - Olimpíadas Rio 2016

Essa semana trabalhamos sobre as Olimpíadas Rio 2016, falamos dos seus aspectos positivos e negativos e a importância dela para o nosso país.



Na minha opinião as olimpíadas chegou no Brasil no momento errado, por que o país passa por um momento muito difícil, uma crise e as olimpíadas gasta muito dinheiro, alem disso trás doenças para o nosso país que nem tinha antes e muito mais, mas também trás pontos positivos como o incentivo da pratica de esporte, na minha escola a pratica de esportes aumentou com a chegada das olimpíadas, até o tema da gincana tem a ver com as olimpíadas, o turismo trás muitos ganhos financeiros para o país, pois as pessoas que vem para assisti os jogos olímpicos se hospedam em hotéis, vão em restaurantes, compram bastante coisas, a venda de ingressos também ajuda, mais pouco porque o dinheiro arrecadado vai para o comitê olímpico e uma pequena parte vem para o nosso país, eu gosto das olimpíadas assisto bastante futebol, vólei, handebol e judô e que com esse esporte conseguimos a nossa primeira medalha nesses jogos olímpicos e para calar a boca das pessoas racistas e homofóbicas Rafaela Silva é negra e lésbica, eu acho muito importante isso para mostra que todos temos os mesmos direitos e que o negro também tem a sua vez e para começa a ter respeito um pelo outro. As olimpíadas também ajuda no patrimônio publico, as construções que foram feitas ficam no país e podem ser utilizadas para a pratica de esportes. E uma coisa que eu não gosto é por que mudou a programação da TV, tirou alguns programas que gosto, tirando isso eu curto.


Maria Vitória
Quinta-Manhã

Jogadoras da seleção Brasileira de handebol
Na minha opinião tem importância no nosso país em várias coisas como no turismo, a cultura e faz o nosso país ser conhecido, mas no meu ponto de vista o país também perde com as olimpíadas, pois gasta muito dinheiro em construção, quando poderia esta investindo em escolas, médicos e em várias outras coisas que poderiam ajudar a população, mas também ganhamos com as olimpíadas, pois incentiva mais as pessoas a praticar esportes e principalmente as mulheres a participarem, pois tem jogadoras femininas nos esportes que são praticados e isso eu acho muito importante, pois quebra um pouco o machismo, as olimpíadas num todo tem um grande valor.


Renata Carvalho,
Segunda-Tarde


A importância dos esportes para o nosso país é que incentiva as crianças a praticar esses esportes e as olimpíadas traz reconhecimento para nosso país e reconhecimento para as pessoas que praticam os esportes.
A minha opinião é bom para o país, mas teve muito gasto para nosso país, porque o dinheiro que gastou poderia servir para saúde, eu gosto muito, é muito legal as olimpíadas.

Estefane Rosário,
Terça-Manhã

Rafaela Silva, judoca que conquistou a
primeira medalha de ouro para o Brasil
Eu acho que é importante alguns pontos por exemplo: Turismo, eu acho que é um ponto positivo por que são pessoas que visitam o nosso país e muitos deles falam do nosso país, postam, comentam sobre o nosso  país e acha  o máximo. [...] A minha curiosidade é por que o futebol feminino só aparece nas olimpíadas, eu acho que isso tá mais pra preconceito com as mulheres, assim como a Rafaela Silva que ganhou no judô da adversária da Mongólia e na reportagem ela disse que sofreu muito preconceito nas redes sociais, que as pessoas chamam ela de macaca por ser negra e na reportagem ela mesma disse que a macaca ganhou e que hoje é o orgulho da família.

Adriana Pereira
Quarta-manhã

Bom, as olimpíadas tem seu lado positivo e seu lado negativo, tem também as suas curiosidades, vou começar falando do seu lado positivo. As olimpíadas sendo aqui no Brasil, ajuda a representar o nosso país em muitas coisas, como no conhecimento cultural, muitas pessoas conhecem um pouco de nossa cultura e nós conhecemos a cultura deles, o turismo ajuda muito, porque existe mutas pessoas que sustentam a casa com o dinheiro que eles conseguem, a maioria dessas pessoas vedem lembranças da cidade ou do estado. Os jogos olímpicos também influencia algumas crianças a praticarem esportes.
Os pontos negativos são muitos, assim como os positivos, o Brasil acaba gastando muito nos jogos, o dinheiro que o Brasil está gastando com os jogos deveria está sendo usado em hospitais, escolas e nas cidades brasileiras. Com a vinda de estrangeiros, também está vindo as doenças que não são conhecidas totalmente e muitas pessoas correm o risco de serem infectadas com o Zica Vírus, com a Dengue ou com a Chikungunya. Muitas pessoas sofreram com a desapropriação que significa, tirar pessoas do lugar onde elas moram e levar pra outro lugar.
Os jogos olímpicos trazem bastante curiosidades, o time de futebol feminino nem aparece direito na televisão, por que será que acontece isso?
E por que os brasileiros gostam de fazer racismo e preconceito com pessoas de pele escura? Como foi o caso de Rafaela Silva, que luta judô e da Joana Maranhão, nesta olimpíadas os brasileiros chamaram Rafaela Silva de campeã, invés de fazer racismo. Ela mostrou que para ganhar é preciso perder antes.
Na minha opinião os jogos olímpicos tem suas partes boas e ruins, tem suas vantagens e desvantagens, tem sorrisos, tem lágrimas, tem tristezas e tem alegrias, tem amor e tem racismo.

"Imperfeitos somos sim, mais precisamos dar o nosso melhor até o fim".

Ana Caroline dos Santos Silva
Quinta- tarde

CAmb - Aula 22 - Tabela Nutricional

Por que alguns alimentos são considerados ruins, foi o ponto de partida para discutirmos sobre a importância de uma alimentação saudável. Trabalhamos com a tabela nutricional o que devemos avaliar nela e os cuidados com os alimentos industrializados que são ricos em sal, açúcares e gorduras.


       Eu aprendi o que são alimentos industrializados, e que eles são alimentos que passam por processo de  industrialização e que não são muito saudáveis, porque têm muita química. Eu aprendi por que alguns alimentos são ruins é por que as vezes fazem mal para gente e também tem alimentos que não são saudáveis. 
         Eu gostei de tudo que a gente viu na sala, mais o que eu mais gostei foi a informação que vimos sobre o que a gente tem que comer de gordura, que não é muita, por que faz mal para nossa saúde e também sobre a quantidade de sódio que nós temos que comer que é só um pouquinho por dia. O guaraná a gente tem que tomar um copo num dia, e se nós tomar um litro de guaraná e comer muito vamos engordar.
Marilene Souza - 14 anos
Segunda Manhã

     

  Na aula de hoje eu aprendi que os alimentos tem muito sódio e muita gordura não podemos comer. Eu como muito chocolate, mas o que eu vi é que o chocolate tem muito açúcar e gordura, só de açúcar tem 48g. Falamos por que alguns alimentos são ruins, por que têm alguns que eu não gosto, que acho o sabor ruim e são amargos. 
          Alimento ruim é o alimento que tem gordura trans e sódio. A gordura trans faz muito mal a veia do coração e ela pode entupir. O sódio ele é o sal, e alguns alimentos tem mais sal do que devemos consumir e em um dia, então ele prejudica a saúde. 
            Biscoito recheado, miojo, chocolate, cream cracker, eles tem bastante sódio, os alimentos que tem gorduras trans se você puder não comer é bom. Algumas pessoas tomam muito refrigerante, em um copo de refrigerante de 200 ml, ele pode ter pouca quantidade de açúcar, mas nós não consumimos apenas um copo e sim muitos.
Camily Silva - 13 anos
Segunda Tarde

             Na aula de hoje eu aprendi sobre os alimentos que fazem mal e alguns que são bons mas faz, mal por isso é importante que reduza mais a maneira de comer alguns desses alimentos que tem muita açúcar, sal e gorduras e que tenha pouca quantidade de fibras. 
         Aqueles que tem muita fibra, que têm proteínas, vitaminas, pouco sal, pouca gordura são os alimentos bons, e as verduras, legumes, frutas quando não tem muita química também. A parte que eu mais gostei foi a que falou da importância de saber o quanto alguns alimentos prejudica nossa saúde.
Beatriz Vasconcelos - 13 anos
Terça Manhã

         Bom, na aula de hoje nós aprendemos sobre os alimentos e sobre o seu valor nutricional e vimos que quase todos os alimentos industriais podem fazer mal a nossa saúde, como por exemplo: saldados como a batata frita ou o sal que vem no miojo, ou coisas doces como a barra de chocolate ou refrigerante. Esses alimentos podem nos fazer mal se for consumido em excesso, porque eles têm grandes quantidades de açúcar, sal e gorduras e pouquíssima quantidade de proteínas, vitaminas e substancias que fazem bem ao nosso corpo.
         O que eu mais gostei na aula de hoje foi quando os professores nos mostrou vários alimentos fossem eles bons ou ruins para nossa saúde.
Lucas de Jesus - 16 anos
Terça Tarde


       Bom na aula de hoje eu aprendi a olhar aquela nutricional que tem nas embalagens dos alimentos industrializados. Também hoje aprendi sobre o tanto ideal de consumir açúcar, sal e gordura. Podemos consumir? Sim, mas com moderação, porque se não moderar pode causar problemas seríssimos a saúde.
      Hoje fizemos novamente o calculo do IMC e o meu do mês passado foi peso 52,5 e altura 1,66 e o deste mês de agosto foi 51,6 kg e 1,66, eu não acreditei, perdi 900 gramas, sendo que era engordar e não para emagrascer. Sabe porque esta surpresa? Por que eu não estou comendo direito.
      Gostei muito de aprender sobre a tabela nutricional, eu agora estou dando mais importância a minha alimentação e esta aula de hoje me ajudou a abrir os olhos e ver que eu preciso melhorar a minha alimentação. Imagine se eu tivesse faltado a aula de hoje, eu não aprendido estas coisas tão importantes. Valeu professor, por me ensinar hoje, eu amei esta aula.
Jennifer Sousa - 13 anos
Quarta Manhã
   
    Bom, na aula de hoje nós falamos sobre os alimentos ruins, e eu aprendi bastante da aula pelo simples fato que eu vi sobre as comidas que mais prejudicam a nossa saúde, falamos sobre as gorduras que existem nos alimentos que foi citado vários que nós comemos, como chocolate, pão brasileiro, miojo entre outros. A maioria deles tinha uma grande quantidade de gorduras, gorduras trans, saturadas e outras substâncias, também vi que o refrigerante contém bastante açúcar.
     Bom, eu achei a aula de hoje bem interessante, e também tinha várias outras coisas nos alimentos como proteínas, carboidratos, vitaminas entre outros. Ha, antes que eu esqueça, os alimentos ruins possuem sódio, gorduras trans, gorduras e saturadas e colesterol, já os alimentos bons tem proteínas, carboidratos, fibra alimentar e vitaminas
Moniele Ferreira - 14 anos
Quarta Tarde


      Na aula de hoje nós aprendemos sobre a tabela nutricional, aprendemos coisas interessantes e ao mesmo tempo chocantes sobre os alimentos que a maioria de nós gostamos e acabamos nos viciando, o que na verdade já era de se esperar .
        Também tivemos a noção do quanto de açúcar, sal, gordura que são óleos, gorduras esses alimentos tem,nos também aprendemos como saber certinho a usar a tabela nutricional, aprendemos a parte boa e a ruim d tabela nutricional. Porém nós ficamos cientes que tudo em  exagero faz mal e tudo de menos também até porque muita gente sofre de falta de proteína e coisas de tipo. A parte que eu mais gostei na aula de hoje foi quando nós vimos o tanto de sal que podemos consumir por dia.
Maria Eduarda Fagundes - 12 anos 
Quarta Tarde


      Na aula de hoje eu aprendi sobre os alimentos ruins que não fazem bem para nossa saúde, falamos também sobre os alimentos industrializados que não tem carboidratos, proteínas, fibra alimentar, falamos sobre as gorduras que fazem muito mal. os professores explicarão sobre os alimentos que não fazem bem para a nossa saúde entre umas delas está o sódio e o colesterol falamos sobre os alimentos bom. O que eu mais gostei foi dos professores explicaram sobre o guaraná que ele tem 21 gramas de açúcar fiquei sabendo também que o refrigerante contém sal foi uma explicação legal.
Keiliane  Oliveira - 13 anos
Quinta Manhã 

         Na aula de hoje eu aprendi por que alguns alimentos são ruins,eu falei o que acho por que alguns alimentos não são saudável para a gente ,ai tem pessoas que acha vários tipo de alimentos
ruins, seja eles que são bons para a nossa saúde. Eu não gosto de vários alimentos que são bons para a minha saúde, eu gosto de muitos alimentos que não fazem bem para mim e vimos a tabela nutricional falando sobre carboidratos, proteínas, fibras alimentares, vitaminas, sódio, gorduras e o colesterol. Na aula de hoje eu gostei mais da tabela nutricional, porque a tabela falou sobre dos alimentos bons e ruins.
Matheus Oliveira - 15 anos
Quinta Tarde
           
          Na aula de hoje aprendemos sobre diversas coisas como carboidratos, proteínas, fibra alimentar e vitaminas. Vimos qual o valor das comidas do nosso dia a dia, quais os alimentos bons e alimentos ruins, aprendemos sobre o sódio, gordura colesterol, também na hora que a gente vai comer, tem que ver se o alimento é bom ou é ruim para não prejudicar a nossa saúde.
         Também vimos os alimentos que são ricos em proteínas, vimos que o chocolate tem muitas gorduras e o salgadinho tem bastante gordura e sal. Sempre que formos tomar café da manhã é melhor comer batata, cuscuz, aimpim no lugar do pão, que tem muita massa, é sempre bom olhar o que é faz bem ou não a nossa saúde e ver se tem carboidratos, proteínas, fibra alimentar e vitaminas, se não tiver nenhum desses e aparecer muito sódio, colesterol e gordura o alimento é ruim.
Kailane Silva - 13 anos
Quinta Tarde

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

CRob - Aula 22 - Números Binários

Ao longo dessa semana trabalhamos a eletrônica digital e o conceito de números binário, que é a forma como o computador processa as informações.


Números binários 0 e 1
Na aula de hoje nós falamos um pouco sobre como o computador guarda as informações.
A minha opinião o computador tem na memória um espaço para guardar todos os argumentos que forem utilizados no aparelho e que ele é programado para que quando for desligado ele guardar todas as informações que estiver aberta.
Aí o professou explicou que o computador tem dentro dele nada mais do que energia e na aula passada  o professor utilizou uma plaquinha que se chama matriz de contatos e alguns fios e LEDs.
Aí uma pessoa escolhia um número sem que a professora veja, e o professor olhava e se comunicava com ela através da matriz de contatos e ela adivinhava através dos sinais luminosos que o professor fazia, aí eu fiquei muito curiosa pra saber como isso acontece.
E hoje o professor explicou sobre os computadores eu entendi que o computador se comunica através de números binários. Os números binários eles são representados por números de 2 dígitos (Por isso números binários, que só tem dois algarismos) que 

1 - Um pulso elétrico 
0 - Não tem energia

E foi bom porque assim ficamos sabendo como os computadores se comunicam. E aí fizemos o nosso nome usando códigos binários:

Ex.:

Trecho do registro escrito da própria aluna



Adriane Marques,
Segunda-Tarde

HD Interno
Na aula de hoje eu aprendi a fazer uma conta que eu nunca tinha feito na vida, quando eu comecei a fazer tava difícil, aí eu comecei a aprender a fazer as contas só que eu não aprendi a fazer tudo, mas algumas coisas eu consegui fazer.
E também aprendi sobre o computador que o computador guarda os aplicativos que a agente abre, o computador guarda tudo na HD, mas antes de ficar no HD quando o computador tá ligado as informações utilizadas estão na memória, aí quando desliga as informações é transferida tudo para o HD.

Iris Gabriela,
Terça-Tarde



Material Dourado


A aula hoje foi muito "bão" por que eu aprendi várias coisas, no começo da aula eu aprendi onde o computador armazena as informações como foto, vídeo e etc. E ele armazena no HD (disco rígido ou disco duro), mas isso é só quando ele está desligado e depois eu aprendi também sobre números binários e eu aprendi como é que faz as contas, porque nós fazemos no nosso nome e para fazer o nosso nome, precisou usar o material dourado, aí nós fizemos contas para descobrir as valores de cada letra primeiro nós olhamos na tabela quanto valia cada letra e depois fizemos as contas e usando o material dourado, nós fizemos as contas de dividir que isso é muito bom para mim, aprendi cada vez mais.

Andressa Piancó,
Quarta-Tarde




Na aula de hoje o professor perguntou como o computador guarda as informações, o computador guarda as informações no HD - Hard Disk (Disco Rígido ou Disco Duro) ele é tipo um disco que tem dentro do computador que a partir que você salva alguma coisa vai pra lá quando esta ligado tudo o que usamos fica na memória. Dentro do computador só tem eletricidade, isso que faz ele funcionar e ele utiliza códigos binários para armazenar as informações 

0 = Não tem energia elétrica;
1= Um pulso elétrico;

No computador tudo que eu aperto vai ter um código binário.
E também escrevemos nosso nome na folha do registro. O nome, letra por letra e o professor deu um papel com as letras do alfabeto e um número do lado, aí com o número do lado com a letra do nosso nome aí cada letra tinha um número aí depois só fazer uma conta de divisão que nós ia descobrir o código binário de cada letra do nosso nome, os números binários sempre vai ser 0 ou 1, números binários são sempre a sobra da conta de divisão e depois escolhemos um simbolo e no simbolo também tinha também um número ai dividimos.

Thaís Souza,
Quinta-Manhã

sexta-feira, 29 de julho de 2016

CAmb - Aula 21 - Padrão de Beleza; Anorexia, Bulimia e Vigorexia

Iniciamos o II Semestre com módulo do Corpo Humano, onde buscamos aproximar cada vez mais o cuidado com o corpo e possibilitar que nossos alunos conheçam um pouco mais do corpo deles e as transformações que acontece com cada um. 
Trabalhamos essa semana com padrão de beleza, onde cada aluno pode olhar um pouco mais pra si e perceber o quanto tem de bonito, com suas características e identidade própria. Abaixo apresentamos alguns dos relatos das aulas em forma de registros de alunos, falando do que foi aprendido e o que mais gostaram.





Eu aprendi muito sobre o que é beleza, e que todo mundo tem sua beleza, basta ter confiança em si mesmo. Tem por exemplo pessoas que tem o cabelo crespo e queria ter o cabelo cacheado igual da atriz da globo. Tem que saber que todos os cabelos, nariz, olhos são todos bonitos.
Também eu aprendi muito sobre as doenças, anorexia, bulimia e vigorexia. Todos esses são problemas mentais, pois envolve a alimentação e o físico. A anorexia é um problema que induz você a pensar que está gorda e cada vez querer emagrecer mais prejudicando sua saúde. Bulimia é um problema que quando você se alimenta muito, sente culpa e quer jogar tudo para fora e a Vigorexia faz você querer ser super forte, na maioria das vezes você se olha no espelho e se ver magro fazendo até a usar esteroides e outros.
O assunto que eu mais gostei foi padrão de beleza pois falou que todos tem beleza sendo branco, negro, se tem cabalo cacheado, liso, crespo. Não importa desde que se cuide todos tem beleza.
Nalbert Silva - 12 Anos
 Segunda Manhã


Na aula de hoje eu aprendi o que é anorexia, bulimia e vigorexia. Anorexia é que as pessoas que são magras e se vê gorda e eu aprendi que a bulimia são aquelas pessoas que comem, e se arrepende e induz o vomito e a vigorexia são aquelas pessoas fortes que se vê fraca e exagerada na academia e também eu aprendi o que é ser bonito, que é que as pessoas se conforme do jeito que são ou feia ou bonita se tem o cabelo crespo ou liso.
Tem gente que tem preconceito as pessoas negras, magras e gordas e o que eu mais gostei foi sobre o padrão de beleza, por que as pessoas tem a sua beleza, mas se acha feia, algumas tem a beleza negra, tem cabelos cacheados, encaracolados, lisos, alguns tem a pele branca, cor morena, mas não gostam da beleza própria.
Marilene Souza - 14 anos
Segunda Manhã


Na aula de hoje eu aprendi um pouco sobre qual é o padrão de beleza dos brasileiros, e também de outros lugares. Em alguns lugares eu achei um absurdo o que eles fazem para alcançar a aparência perfeita, pois podem acabar se prejudicando e deformando o corpo.
Nós também falamos sobre três doenças muito prejudiciais, como anorexia, que é quando a pessoa mesmo que esteja magra, ela vai se ver gorda e vai querer emagrecer de qualquer maneira, tem também a bulimia que é quando a pessoa se alimenta e depois se sente culpada e vomita, ela sente medo de ficar acima do peso e por último a vigorexia que é uma doença que quando a pessoa não está satisfeita com o seu corpo quer ter músculos e se vê muito magro e fica malhando pra tentar ter o corpo perfeito e muitas vezes acaba tomando algumas coisas que vai prejudicar no futuro.
O que eu mais gostei na aula de hoje foi o momento que cada um deu sua opinião sobre o padrão de beleza.
Emylle Firmo – 12 anos
Segunda Tarde 




Na aula de hoje o que mais mim chamou a atenção foi na parte que os professores falaram sobre os padrões de beleza no nosso país e no mundo que existem diversos padrões de beleza e que cada lugar no mundo tem um diferente, falamos também sobre as capas de revista que é uma raridade existir mulheres negras e com isso podemos afirmar que as pessoas negras tem uma dificuldade com estas coisas.
Falamos sobre a doença chamada anorexia que as pessoas fazem de tudo para ficar com peso baixo mas essas coisas podem acabar gerando doenças graves. Existe outra doença que é bem parecida a bulimia que as pessoas está na sua faixa de peso, mas querem emagrecer porque elas tem a paranoia de achar que estão fora de forma.
Anderson Moreira 16 anos
Segunda Tarde

 Na aula de hoje falamos sobre: anorexia, bulimia e vigorexia. Falamos sobre padrão de beleza e descobrimos que existem diferentes tipos de beleza ou seja, para ser bonito não é preciso ter cabelos lisos, loiros, ruivos e não precisa se maquiar.
          Hoje vimos imagens de diferentes culturas, ou seja, lugares que as pessoas para ser bonitas tinham que sofrer, sentir dores. Aqui no Brasil as pessoas fazem academia, param de comer e acaba ficando gravemente doente, algumas ate fazem plásticas. O que eu mais gostei e que achei interessante foi que cada cultura diferente traz mais conhecimento para todos.
 Fernanda Leila –13 Anos
Quarta Manhã


Na aula de hoje eu aprendi sobre o padrão de beleza e como os artistas que pousam para capas de revistas fazem para ficar bonitos, mais brancos e nesse padrão Os professores falaram sobre as doenças anorexia, bulimia e vigorexia, que são doenças em que as pessoas as pessoas que são magras se sentem gordas e isso não é bom para a saúde dela própria, pois causa vários como morte, também leva a desnutrição, queda de cabelo, e essas doenças causa vários problemas a saúde dessas pessoas que sofrem por causa delas.

Voltando ao padrão de beleza as culturas de alguns países são diferentes da nossa, dizem que numa lugar da China, só é bonito a pessoa que tem o pé pequeno, então quer dizer que que só por que eu calço 37 isso quer dizer que eu sou feia? Tinha uma foto que a mulher da foto é mais bonita por conta de anéis que ela usa no pescoço, vi um homem que usa uma placa na boca e pra ele é uma das coisas mais bonita do mundo, vi outra imagem com a mulher cheia de cicatriz no corpo e eu não gostei desses padrões de outros lugares, é muito irritante para mim. Mas o que eu mais gostei na aula de hoje praticamente foi ela toda, foi muito boa a aula de hoje.
Sheila Galiza - 13 Anos
Quarta Manhã


Na aula de hoje eu aprendi que ao redor do mundo existem vários padrões de beleza, tem países que acham mulheres com obesidade bonitas, tem outros que quanto mais branca for a pessoa, mais bonita ela é. Também aprendi que anorexia é uma doença que ilude as pessoas, elas acham que estão gordas mesmo sendo muito magras, alguns sintomas da anorexia são queda de cabelo, enfraquecimento das unhas e desnutrição. A bulimia é uma doença psicológica que a pessoa come e tem um sentimento de culpa pelo que comeu e induz o vômito, alguns sintomas dessa doença são:queda de cabelo, corrosão dos dentes e outros mais. E a vigorexia é uma doença psicológica que a pessoa que porta essa doença acha que não está com o corpo perfeito mesmo estando com o corpo mais perfeito possível, alguns sintomas desta doença são perca de peso, impotência, depressão. Eu gostei quando mostraram os padrões de beleza de outros países.
Thiago Lopes - 13 Anos
Quarta Tarde


Hoje eu aprendi que tem, que cuidar da saúde e manter a alimentação muito saudável para evitar doenças tipo anorexia, bulimia e vigorexia. Elas causam dor nos ossos, falta de apetite e ao passar do tempo vai perdendo o paladar, os dentes começam a estragar e dá muita vontade de emagrecer, pode ter anemia, dor nos olhos, os organismos começam a falhar e quando algumas pessoas estão extremamente magros, mas quando se olham no espelho acham que está obeso.
Já sobre o padrão de beleza do corpo mais reto para o corpo com curvas e também, aprendi sobre o padrão de cada país e alguns são bem doloridos para se fazer, e o que eu mais goste na aula foi tudo, mas o melhor foi a parte de se cuidar bem.
Larissa Alves - 14 Anos
Quinta Manhã


Hoje eu aprendi sobre a anorexia que a pessoa é magra, mas se vê gorda no espelho, também aprendi sobre bulimia que a pessoa come mais se sente culpada e induz o vômito e também a vigorexia é quando a pessoa está com o corpo no padrão aceitável e saudável, mas se vê seco e com pouco músculo. Também vimos sobre o padrão de beleza brasileiro que é quando a pessoa tem a cor branca, cabelo liso, loiro, nariz fino, boca grande, corpo magro ou sarado, rosto fino e olhos claros e ela tem que ser alta.
Vimos também o padrão de beleza de diferentes países e nós também respondemos sobre o que achamos de bonito em nós, eu acho bonito a minha boca, meus olhos, braços, meu cabelo e minha altura.
O que eu mais gostei foi do final do vídeos que fala que a bonito mesmo é a pessoa se olhar no espelho e se achar bonita do jeito que ela for.
Cauã Silva - 13 Anos
Quinta Tarde 

  

segunda-feira, 25 de julho de 2016

CRob - Aula de Estudo do Meio: Visita à Comunidade de Barra do Vento

Na semana passada visitamos a comunidade de Barra do Vento, um povoado da zona rural de Serrinha que está localizada a 396 metros em relação ao nível do mar, ponto mais alto da cidade. Com essa atividade demos conclusão ao nosso projeto sobre a zona rural de nossa cidade, compreendendo melhor as necessidades quanto aos sistema de irrigação e a presença ou não da robótica nesses espaços, com a visita conversamos sobre associativismo e ainda visitamos a casa de uma agricultora cadastrada no PNAE, Programa Nacional de Alimentação Escolar, onde batemos um papo sobre os tipos de cultivos da região, sistema de irrigação e cisternas.


Gostei muito da visita, a vista lá é incrível.
Juci, Professor Gedeão, Motorista e alunos durante o bate-papo
Quando nós chagamos nós entramos para o prédio da associação, minutos depois Juci chegou, Juci é a presidente da associação. Nos conhecemos, no caso todos se apresentaram e Juci falou um pouco sobre a história da associação.
A primeira pessoa a ter acesso a algum tipo de associação foi Dona Jandira, mãe de Juci a primeira presidente da associação lá. A primeira cisterna que chegou em Barra do Vento a de dona Jandira. Alguns anos depois foi que a associação começou aos poucos a conquistar mais cisternas.
Barra do Vento é uma comunidade simples, sem água encanada, a água que eles tem lá vem das chuva. Eles reservam em cisternas que foi ganhado pelo governo.

Plantação de milho e feijão na casa de Dona Jandira. Ao fundo
cisterna de consumo.
Fomos dar um volta para conhecer o lugar, fomos na casa de Dona Jandira lá encontramos pés de várias coisas acerola, maracujá, etc. Também encontramos várias hortas, lá conheci um sistema de irrigação muito legal, eles construíram tipo um murinho com mais ou menos dois blocos de altura para segurar a terra ou adubo, eles colocaram um cano perfurado por baixo depois jogaram terra. Eles despejam a água pelo cano e a água desce, saí pelos buracos do cano se espalha pela terra aí se caso a terra encharcar a água vai sair pra fora.
Lá também tinha uma cisterna meio diferente. A água que escorria pelo chão desce para um tanque que lá fazia um processo que as sujeiras pesadas vai para o fundo e as leves ficam flutuando , aí vai para outra cisterna, a de produção, que serve para lavar, banho e molhar as coisas. Uma coisa que achei muito interessante é que as águas para molhar a plantação não pode ser da EMBASA, (Empresa Baiana de Águas e Saneamento), tinha que ser natural não conter cloro.
A associação na comunidade de Barra do Vento já existe há seis anos e tem 32 associados tem como presidente a Juci e como vice o seu cunhado.
Juci ( de branco) e a irmã (de rosa) explicam sobre a
 horta e o sistema de irrigação aos alunos do centro.
Eu perguntei para Juci: "Quais as melhorias que associação trouxe para a comunidade?", ela me respondeu que: "Muito, pois foi através da associação que conseguimos as cisternas, a capela e muito mais."
Antigamente era muito complicado achar água, os moradores saiam de madrugada para uma minação para esperar minar um balde de água era horas para esperar um balde encher em pingos de água e hoje quase todos tem cisternas alguns ainda aguardam.
Elas também fazem artesanatos o mais tradicional era a esteira feita de palha, através da associação chegaram alguns cursos de artesanato para os moradores.
"Quais animais vocês costumam criar aqui?"
O bode, a cabra, pois eles se adaptam mais ao ambiente, pois é no alto e é muito frio não dava para criar boi antigamente, era muito gasto, igual a galinha, eles não costumavam criar, só quando alguma mulher paria pois só podia comer frango.
Elas também vendiam algumas coisas na feira para ter dinheiro para comprar alimentos.
A associação ajudou também no transportes escolar e para cidade.
Na minha opinião eu acho que se lá tivesse o uso mais da tecnologia e da robótica eles iam fazer coisas incríveis.

Gildeane Rosa,
Segunda - Manhã


A esquerda: Artesanato produzido por moradores da região
A direita: Torres de telefonia, rádio e televisão que se
localizam na comunidade.  
Hoje nós formos para a comunidade de Barra do Vento, e lá nós conversamos com a líder comunitária, que falou um pouco sobre o povoado.
Em sua fala ela abordou a importância que tem uma associação, pois quando não tinha uma sede e o número do CNPJ, era muito difícil a vida deles porque não tinha energia, cisternas etc.
Ela também falou que lá para cá a vida deles tem mudado pois as pessoas passaram a ter acesso a cursos profissionalizantes, e todos conseguiram melhorar a vida. A partir desses cursos eles passaram a fazer artesanatos para ter uma renda além da lavoura que ajudou muito.
Vimos também as torres que transmite os sinais das emissoras de televisão, além do mais lá tem uma ótima vista da paisagem.
Portanto, a associação de moradores de uma comunidade tem uma força muito enorme e a partir dela que vem os projetos para melhorar a vida do povo.  

Tailson Costa 
Quarta-Manhã

Na comunidade de Barra do Vento logo na chegada fomos recebidos pela presidente da associação Juci ela falou sobre a comunidade e sobre a vida antes e depois da associação.Antes eles não tinham energia chegou lá em volta de 10 a 14 anos atras, não tinha cisternas eles antigamente pegava água nos tanques de chão ou nas minações que descobriram ao passar do tempo, eles conseguiu a primeira cisterna de 16 mil litros através da comunidade vizinha pois lá (na comunidade de Barra do Vento) não tinha associação.
Tiveram a ideia de construir uma associação. Com essa associação as pessoas da comunidade Barra do Vento conseguiu mais cisternas de 16 mil litros para o consumo humano e uma de 52 mil litros para molhar a horta, lavar roupa e tomar banho. O plantio lá é do mesmo jeito das comunidades que eu já vi eles plantão milho, feijão, batata, tem recursos de escola e saúde, tinha uma prédio de escola, mas não funcionava à anos.Vimos a horta, eles tem um sistema de irrigação, mas não é automatizado, eles usam uma lona para cobrir o fundo da leira, um cano furado para molhar a terra eles usam também para fazer adubo restos de fezes de animais,cascas de alimentos e outras coisas.
Falamos da toca do cachimbo por uma curiosidade, pois vimos um morcego na associação.
A associação conseguiu fazer uma igreja católica, eles ajudaram no transporte e nos primeiros socorros se alguém se acidentar, eles promoveram cursos de artesanatos para a famílias trabalharem nos artesanatos.
Alunos com professores e a presidente em frente a sede da associação de moradores de Barra do Vento.
Foi muito bom conhecer a comunidade Barra do Vento, pois lá é uma comunidade diferente das outras que eu conheço e de ter conhecido o meio de vida deles. Na minha opinião foi legal conhecer, ir na comunidade para a gente dar valor a tudo o que nós conseguimos na nossa comunidade e na nossa cidade.

Niele Souza,
Quarta-Manhã



Estrada para a sede da associação de Barra do Vento
[...] Juci, ela falou a história do lugar onde ela mora, nós também podíamos fazer muitas perguntas, eu acho importante ela responder nossas perguntas, ela falou das dificuldades do lugar onde ela vive no passado, também das mudanças que ocorreram na Barra do Vento a partir dos governos de Lula e Dilma. [...]¹
Antigamente era muito difícil conseguir as coisas lá, a água era pegada na minação (Pequena nascente de água)  de madrugada por que de dia não tinha água por causa do sol, para eles não ficarem no escuro a noite eles usavam vela, por que naquela época não tinha energia, quem tinha condições naquela época tinha lampiões, lá se alguém ficasse doente tinha que vim de Barra do Vento até Serrinha deitado numa cama improvisada com dois pedaços de madeira com cordas trançadas no meio e um pano por cima, não tem escola lá então não tinha que ir a pé para outro lugar se matricular, mas hoje tudo melhorou depois dos presidentes (Lula e Dilma), mas agora tem transporte para vir para Serrinha fazer feira e pra levar pra escola, hoje eles não precisam buscar água na minação por que a tecnologia chegou e o pessoal de lá construíram cisternas[...]².

Trechos dos textos de
Letícia Jesus¹ e Cauan Santana²,
Quarta-Tarde

A esquerda: vista da serra
A direita: Joilson, ex-membro da comunidade que também
foi parte da luta pelos direitos da associação e que nos
recebeu também durante a visita. 
Pra mim foi bem legal visitar a comunidade foi legal a gente visitou a associação eles conseguiram muitas coisas tipo a energia, transporte escolar, cisterna, das coisas que eu mais gostei de saber foi que todos lutaram para conseguir o que eles tem hoje.[...]¹
Roça Barra do Vento fomos ônibus caminho vista boa árvores muitas animais ver [...] Gostei comunidade unida coisas consegue, serra bonita.²





Trechos dos textos de 
Michele Pinto¹ e Vinicius Marques² (Aluno Surdo),
Quinta-Manhã


Juci e Alunas durante conversa
[...] Foi muito interessante a nossa visita por que aprendi coisas novas e tive noção do quanto as coisas são difíceis para conseguir, pra você ver eles passaram anos para conseguir tudo o que tem hoje e que ainda não acabou, não sabia o que era uma associação de verdade que através disso é que eles conseguiram meios para a comunidade, e aprendi muito com tudo que a presidente da associação falou da vida difícil que levavam e até hoje, mas com muitas melhorias ali feitas. Dá pra ver que Juci sente um orgulho enorme por tudo que ela conseguiu com a ajuda dos sócios também, não esquecendo de falar que foram eles mesmos que construíram sua própria sede com dinheiro deles mesmos se juntaram e conseguiram, como diz o ditado "A união faz a força!".

Trecho do texto de 
Ana Clara Anjos,
Quinta-Tarde 

**Todas as imagens são de autoria dos alunos** 


sexta-feira, 10 de junho de 2016

CAmb - Aula 15 - Consumo, Armazenamento e Distribuição de Água

Trabalhamos nessa aula com os cuidados que devemos ter para não desperdiçar água, as formas de armazenamento, quem tem direito, como fazer a leitura e como funciona a conta de água, a importância do consumo adequado e o porque que não cai água todos os dias em nossas casas.


Na aula de hoje nós falamos sobre a conta de água, falamos também sobre o consumo de água, falamos sobre as pessoas que passam muito tempo no banheiro e deixam o chuveiro ligado, falamos sobre o armazenamento de água, que nós podemos armazenar água em tanques, cisternas, baldes, etc. Nós precisamos armazenar água, por que não é todo dia que, então precisamos economizar para não faltar, porque pode correr o risco de ficar mais de um mês sem água. Nós também falamos sobre o hidrômetro e sobre tarifas sociais e valores da conta de água.
Juliana de Assis - 13 anos
Quarta Manhã


Na aula de hoje nós falamos sobre o armazenamento de água em casa e isso é muito importante para nossas casas, porque nem todo lugar cai água e os lugares que cai água, não cai todos os dias, então por isso que devemos armazenar água para quando faltar, ter água de sobra e também falamos sobre como economizar água e sobre o hidrômetro que conta o consumo de água mensal, quanto mais você a conta usa, mais caro fica, mas tem um limite de litros que se passar dos 10 mil litros de água na taxa minima ele vai aumentando e sua conta de água fica mais cara.
Ivan Santos - 14 anos
Quarta Manhã 
  



Na aula de hoje eu aprendi mais sobre o consumo, economia, distribuição e armazenamento de água. No consumo falamos sobre o uso exagerado que as pessoas fazem hoje em dia, por exemplo durante um banho que leva 15 minutos, escovar os dentes com a torneira aberta, lavar a calçada usando a mangueira, isso tudo causa um grande desperdício de água. Aprendemos também como podemos armazenar água e isso é possível utilizando botijões, barris, ou construindo cisternas e também comprando tanques de plástico. E para economizar, só precisamos diminuir o tempo no banho , fechar a torneira for escovar os dentes e lavar os pratos, reutilizar a água da máquina de lavar para limpar a calçada etc. A distribuição é feita pela embasa que muita das vezes faz racionamento, por conta do uso excessivo e para não faltar água no futuro eles fazem esse tipo de racionamento em diferentes bairros. Aprendemos também como se faz a leitura do hidrômetro e nessa leitura descartamos os números vermelhos e só é levado em conta os pretos. 
Keliene Freitas - 17 anos
Quarta Tarde

Bom, na aula de hoje eu aprendi várias coisas, entre elas quando tomamos banho, que ele demora muito, em torno de 10 minutos, pode gastar 60 litros de água. Bom nós podemos economizar água sim, algumas pessoas costumam dizer que não tem como economizar água, mas quando for tomar banho e se ensaboar, pode deixar o chuveiro desligado, quando for lavar prato, não deixar a torneira aberta e quando estiver esfregando ela pode ficar fechada também, isso tudo para economizar água. E o que eu mais gostei da aula foi saber que alguns objetos como a calça e a manteiga, gastam litros de água para ficarem prontas, isso foi interessante, porque eu não sabia que nessas coisas usava água.
Evelen Lima - 13 anos
Quarta Tarde
   
   

sexta-feira, 13 de maio de 2016

CRob - Aula 13 - Tutorial sistema de irrigação

Nessa semana demos continuidade a construção do sistema de irrigação automatizado utilizando um sistema de controle com uma vela de filtro e um pressostato de máquina de lavar. Abaixo tutorial produzidos por todas as turmas.


Você vai precisar de:

• 1 Vela de filtro;
• 1 Pressostato para máquina de lavar*;
• 1 Fita Isolante;
• Arame;
• 1 Fonte de 12V (a mesma usada em carregadores ou tablet);
• 1m de Mangueira 1/2";
• 1 Válvula solenoide.




Procedimentos da montagem:

1º Passo:

A vela de filtro deve ficar submersa na água até que não tenha mais ar nela;

2º Passo:

Devemos pegar um pressostato e com a fita isolante vamos aumentar a espessura da saída do pressostato até ficar na largura da mangueira.



3º Passo:

Cortar o excesso de fita isolante no pressostato para evitar entupir

É necessário ter cuidado e a supervisão de um adulto ao utilizar o estilete.
Sempre manter o dedo e o corpo contrario ao sentido corte como mostra as imagens acima
4º Passo:

Medir o arame  no dedo, ou seja fazer uma dobra do tamanho da mangueira. Depois colocar e apertar para não sair água nem entrar ar.
             // Se for amarrado muito na ponta a força que o arame faria na mangueira seria grande empurrando a fita isolante pra dentro do sistema fechado fazendo entrar ar e entupindo a entrada do pressostato. Por isso é preciso colocar no meio como mostra esse desenho abaixo ↓
Colocar o arame no meio da conexão do pressostato com a mangueira para evitar escapulir a fita.

5º Passo: 

Colocar o pressostato no chão e com o copo d'água vai enchendo a mangueira e deixar 4 dedos sem água, depois sacode a mangueira para sair todo o ar. Termina de encher e tampa com o dedo, depois coloca a mangueira na água e conecta a vela de filtro e com um pedaço de arame e amarra.


6º Passo:

É importante que a mangueira não esteja com ar, se não ele não vai funcionar corretamente. Depois conectamos os fios no VI e RO e colocamos a vela na água. Ela só funcionou quando secamos com o secador, aí a pressão foi pro pressostato ligando a bomba e ele só irá desligar se a vela molhar.
// Nesse sistema fechado sem ar acontece o seguinte: Quando a vela está encharcada a pressão dentro do pressostato continua a mesma, quando a vela seca ela tende a sugar a água de dentro da mangueira causando uma diferença de pressão dentro do pressostato o que faz que ele acione


Nos quadros 1 e 2: O processo de secagem e o acionamento da bomba que foi ligada ao pressostato.
Nos quadros 3 e 4: A vela sendo encharcada e o desligamento da bomba que foi conectada ao pressostato.
Considerações dos professores:

O pressostato que usamos pode ser acionado com a corrente de no minimo 9V por isso a utilização de um carregador de tablet já fornece a energia necessária para o pressostato, mas também há pressostatos que funcionam com a energia de 220V podendo ser diretamente ligado a energia da casa ou ambiente que será utilizado o sistema. 
O pressostato quando acionado (Explicação no passo 6) aciona a válvula solenoide que funciona como uma torneira automática liberando a passagem de água para o sistema de irrigação. Esses sistema de controle pode ser utilizado em hortas domesticas ou pequenas hortas externas a depender de como será feito o sistema de aspersão da água podendo ser adaptado as diversas necessidades.

O sistema de controle serve para auxiliar na economia de água na hora de irrigar a horta assim como para o conforto do seu usuário de não precisar encher baldes ou qualquer outo método cansativo para fazer a rega de sua horta/jardim.

**
Itens
Quantidade
Custo R$
Mangueira ¾’’
1 m
R$ 0,60
Pressostato
1 unidade
R$ 16,39
Vela de filtro
1 unidade
R$ 4,99
Fita Isolante
1 unidade
R$ 1,21
Arame
1 unidade
R$ 1,00
Fonte 12V
1 unidade
R$ 4,68
Válvula Solenóide
1 unidade
R$ 11,99
Custo total do projeto
------
R$ 40,86





*O pressostato pode ser encontrado em lugares que concertam máquinas de lavar ou comprado.
** Valores referentes apenas ao sistema de controle